Caso Milena: Janete pede pena máxima para réus

Deputada repercutiu início do julgamento, nesta segunda (23), dos réus do caso da médica assassinada em 2017

Por Wanderley Araújo, com edição de Nicolle Expósito

Janete de Sá fala na tribuna do plenário
Janete de Sá também lamentou números elevados de crimes contra mulheres / Foto: Ellen Campanharo

A deputada Janete de Sá (PMN) usou a tribuna na primeira sessão da semana para pedir punição máxima para as seis pessoas apontadas como envolvidas no assassinato da médica capixaba Milena Gottardi. O julgamento teve início nesta segunda (23) no Fórum Criminal de Vitória. A previsão do Tribunal de Justiça (TJES) é que o julgamento siga até sexta (27).

Os indiciados como mandantes são o ex-marido de Milena, Hilário Frasson, e o pai dele, Espiridião Frasson. Conforme as investigações, o réu confesso que efetuou o disparo, Dionathas Alves Vieira, foi contratado, a pedido de Esperidião, por Valcir da Silva Dias e Hermenegildo Palauro Filho. Valcir e Hermenegildo entregaram a arma para Dionathas dentro de um carro próximo ao local do crime.

Também está indiciado o primo de Dionathas, Bruno Rodrigues Broetto, que, segundo o Ministério Público (MPES), foi quem forneceu uma moto (CB 300 vermelha) utilizada por Dionathas para abordar e matar Milena simulando um assalto.

Milena foi morta com um tiro na cabeça no estacionamento do Hospital das Clínicas (Hucam) quando saía de um plantão no dia 14 de setembro de 2017. Todos os seis réus já se encontram presos e aguardam o resultado do julgamento.

Janete de Sá lamentou que o julgamento de Milena aconteça em um contexto com elevados números de feminicídios, homicídios e violência contra as mulheres no país e no Espírito Santo. A deputada concluiu dizendo que ainda não se sabe exatamente porque Milena foi assassinada, mas tudo indica que foi por ganância do ex-marido, que estava de olho na pensão que seria deixada por ela.

Confira as fotos dos deputados na sessão

Emprego para vítimas

O deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido), ao parabenizar Janete de Sá pelo discurso em que pediu punição máxima para os assassinos de Milena, defendeu que seja aprovado Projeto de Lei (PL) 433/2021, apresentado por ele, que reserva vagas de empregos para mulheres vítimas de violência doméstica no Espírito Santo. Ele justificou que muitas mulheres não conseguem se libertar dos cônjuges que as agridem porque não têm renda para bancar moradia e alimentação dos filhos.

Conforme o PL 433, que será analisado pelas comissões de Justiça, Cidadania, Educação e Finanças, os contratos de prestação de serviços continuados e terceirizados do estado do Espírito Santo terão que reservar um percentual mínimo de 5% das vagas para mulheres em situação de vulnerabilidade econômica decorrente de violência doméstica e familiar.

“Esse projeto é muito importante porque, ao arrumar emprego, muitas mulheres vítimas de violência poderão finalmente ter a independência financeira para cuidar da família; assim elas terão mais coragem de denunciar os agressores”, avaliou.

Bahiense citou números oficiais sobre violência contra mulheres no Espírito Santo no primeiro semestre de 2021. De acordo com os dados, houve 20 feminicídios (número maior do que o citado por Janete no discurso) e 58 homicídios. Houve no período 7.825 ocorrências policiais; 4.558 medidas protetivas e a abertura de 4.350 inquéritos nas Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs). As prisões em flagrantes somaram 1.156, além do cumprimento de 337 mandados de prisão.

Municípios

Três municípios capixabas tiveram a sua importância destacada na tribuna. Luiz Durão (PDT) lembrou que no sábado (21) houve a comemoração dos 221 anos de emancipação política de Linhares.

Ele citou que além de se destacar no estado como um município desenvolvido, Linhares é referência também devido às belas praias e lagoas, além da característica do povo, que é acolhedor.

Já Freitas (PSB) citou que nesta segunda (23) houve a diplomação da prefeita eleita de Boa Esperança, a enfermeira Fernanda Milanese (Solidariedade), e de seu vice, Leandro Cardoso (PDT).

Freitas destacou ainda a importância da instalação de uma fecularia no município de Mucurici, localizado no extremo norte capixaba. A indústria, que processa extrato de mandioca, vai gerar, de acordo com o deputado, cerca de 250 empregos diretos, com investimentos de R$ 30 milhões na instalação da fábrica em Mucurici. 

Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica
Novo Carmélia promete reforçar área cultural
Revitalização do teatro é um dos destaques do projeto de reforma, apresentado à Comissão de Cultura da Assembleia
Aprovado fim de taxa de cartório para conselho escolar
Se virar lei, iniciativa aprovada pela Assembleia deve apoiar órgãos que representam comunidade escolar
PL que doa imóvel a VV tramita em urgência
No local já existem duas escolas, uma quadra e um Centro de Referência de Assistência Social
Finanças aprova calamidade para seis municípios
Requerimentos aprovados atendem as prefeituras de Marataízes, Vila Velha, São Mateus, Mucurici, Santa Leopoldina e Cariacica