Ales recebe 300 cestas de alimentos em 1º dia de campanha

Oferta feita por um grupo de empresas foi entregue pela Findes e será destinada a entidades que atendem a pessoas em vulnerabilidade social

Por João Caetano Vargas, com informações de Gabriela Zorzal | Atualizado há 5 dias

Homem carrega sacolas em direção à tenda para recebimento de donativos
Doações para a campanha A Fome Não Espera! podem ser feitas até dia 16 / Foto: Lucas Silva

Um dia após o lançamento da campanha “A Fome não Espera!”, a Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) já recebeu uma importante doação de 300 cestas de alimentos. A oferta feita por um grupo de empresas foi entregue pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) nesta quinta-feira (8), na sede do Legislativo estadual.

Cada kit entregue contém um litro de leite Selita; um pacote de café Cafuso, da Real Café; um pacote de biscoito Sarloni, da Villoni Alimentos; um pacote de mistura para bolo Regina, da Buaiz Alimentos; e um pacote de pão de forma Lekker. As doações foram feitas pelas empresas citadas, por meio da Câmara de Alimentos da Findes.

A presidente da Findes, Cris Samorini, acredita que a indústria capixaba pode ser uma forte aliada nessa batalha. “A força da indústria capixaba pode fazer toda a diferença. Foi por isso que a Findes reativou o movimento Indústria do Bem. Seja com a doação de equipamentos para a área da saúde, produtos de higiene ou com alimentos, nós podemos sim ajudar a população a passar por esse momento tão crítico da pandemia”, afirmou.

A gestora entende que parcerias entre as iniciativas pública e privada podem fazer a diferença nos momentos de crise. “Acredito ainda que é o trabalho conjunto, entre o setor privado e o poder público, que vai salvar vidas e ajudar as pessoas que mais precisam do nosso apoio neste momento”, finalizou.  

Como doar

A campanha “A Fome não Espera!” foi anunciada na sessão ordinária virtual da última quarta-feira (7) pelo presidente Erick Musso (Republicanos) e tem o objetivo de arrecadar donativos para famílias em situação de vulnerabilidade, especialmente por causa da pandemia do novo coronavírus.

Alimentos não perecíveis e itens de higiene podem ser entregues no ponto de coleta, uma tenda organizada em frente ao prédio do Legislativo, na Enseada do Suá. A arrecadação vai até o dia 16 de abril, com a participação de voluntários, das 8 às 17 horas. A orientação é que quem puder e quiser doar vá até o local usando máscara de proteção e atento aos cuidados de manter o distanciamento social. A campanha é uma iniciativa da Ales em parceria com a Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo (Fundaes), encarregada de repassar as doações a instituições capixabas.

Entidades beneficiadas

As seguintes entidades estão listadas, até o momento, para receber doações: Instituto Abequar (Linhares); Instituto João XXIII (Vitória); Fundação Carmem Lúcia (Vila Velha); Associação Recreativa e Cultural Mocidade Unida da Glória – MUG (Vila Velha); Serviço de Engajamento Comunitário – Secri (Vitória); Associação dos Amigos dos Autistas – Amaes (Vitória); Rochativa (Cachoeiro de Itapemirim); Fundação Beneficente Praia do Canto (Vitória); Ateliê das Ideias (Vitória); e Associação Amigos da Justiça (Aracruz, Ibiraçu, João Neiva e Serra).

First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
Vacina: Deputada quer prioridade para jornalistas
Janete de Sá protocolou indicação ao governo sugerindo a imunização prioritária de profissionais de imprensa
Lei: Facas expostas à venda devem estar protegidas
Lei de autoria de Torino Marques obriga estabelecimentos a manter facas, canivetes, estiletes e facões em compartimentos protegidos por vidro ou acrílico
Presidente do Sindilegis morre vítima de Covid
Gildo Gomes estava internado desde 21 de março e faleceu na manhã desta sexta em decorrência de complicações da doença
Ales recebe 300 cestas de alimentos em 1º dia de campanha
Oferta feita por um grupo de empresas foi entregue pela Findes e será destinada a entidades que atendem a pessoas em vulnerabilidade social
Vacina: Deputada quer prioridade para jornalistas
Janete de Sá protocolou indicação ao governo sugerindo a imunização prioritária de profissionais de imprensa
Lei: Facas expostas à venda devem estar protegidas
Lei de autoria de Torino Marques obriga estabelecimentos a manter facas, canivetes, estiletes e facões em compartimentos protegidos por vidro ou acrílico
Presidente do Sindilegis morre vítima de Covid
Gildo Gomes estava internado desde 21 de março e faleceu na manhã desta sexta em decorrência de complicações da doença