Quintino quer tags para veículos do Iases

Concessão de dispositivo já é assegurada em lei para viaturas das polícias Civil e Militar, ambulâncias e outros veículos de serviços essenciais

Por Silvia Magna

Cabines de pedágio
Matéria pretende assegurar circulação mais rápida nos pedágios que cortam o Espírito Santo / Foto: Rodosol

Os veículos do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) poderão contar com o fornecimento de dispositivos eletrônicos conhecidos como  “tags” para transitarem por pedágios no Espírito Santo caso a medida proposta no Projeto de Lei (PL) 106/2021 vire lei. A matéria, de autoria do deputado Coronel Alexandre Quintino (PSL), tramita em regime de urgência e aguarda parecer conjunto dos colegiados de Justiça, Mobilidade Urbana, Ciência e Tecnologia, Saúde e Finanças.

A medida altera a Lei 11.238/2021, de autoria do deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido), que concede o benefício aos carros das polícias Civil e Militar, ambulâncias, Corpo de Bombeiros, caminhões de lixo, carros fortes e outros veículos usados em serviços essenciais. Na última quarta-feira (31) o governo do Estado sancionou a Lei 11.242/2021, também de iniciativa de Bahiense, que altera a norma original e inclui os veículos da Secretaria de Justiça (Sejus) entre os beneficiados com a medida.

Para justificar o PL, Quintino alega que a inclusão permite que tais veículos, que realizam um trabalho importante para a sociedade, também possam passar diretamente nos pedágios. Segundo ele, o órgão conta, atualmente, com 13 unidades no Estado.

“O órgão é o responsável por fazer a gestão e execução das medidas socioeducativas ao adolescente em conflito com a Lei no Estado através dos programas de atendimento em meio fechado, semiliberdade e meio aberto. Na prática da sua atividade, o Instituto segue as diretrizes do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Sinase) para a aplicação das medidas e preveem ações nas áreas de educação, saúde, assistência social, cultura, capacitação para o trabalho e esporte”, afirma o deputado. 

Vacina: Deputada quer prioridade para jornalistas
Janete de Sá protocolou indicação ao governo sugerindo a imunização prioritária de profissionais de imprensa
Lei: Facas expostas à venda devem estar protegidas
Lei de autoria de Torino Marques obriga estabelecimentos a manter facas, canivetes, estiletes e facões em compartimentos protegidos por vidro ou acrílico
Presidente do Sindilegis morre vítima de Covid
Gildo Gomes estava internado desde 21 de março e faleceu na manhã desta sexta em decorrência de complicações da doença
Ales recebe 300 cestas de alimentos em 1º dia de campanha
Oferta feita por um grupo de empresas foi entregue pela Findes e será destinada a entidades que atendem a pessoas em vulnerabilidade social
Vacina: Deputada quer prioridade para jornalistas
Janete de Sá protocolou indicação ao governo sugerindo a imunização prioritária de profissionais de imprensa
Lei: Facas expostas à venda devem estar protegidas
Lei de autoria de Torino Marques obriga estabelecimentos a manter facas, canivetes, estiletes e facões em compartimentos protegidos por vidro ou acrílico
Presidente do Sindilegis morre vítima de Covid
Gildo Gomes estava internado desde 21 de março e faleceu na manhã desta sexta em decorrência de complicações da doença