Segurança conhece planos para Vitória

Pazolini, prefeito eleito da capital, disse que uma das principais ações será a integração entre a Guarda Municipal e as forças de segurança estaduais  

Por Larissa Lacerda

Tela de celular mostra imagem do Delegado Lorenzo Pazolini
Pazolini foi o único prefeito eleito a participar de reunião da Comissão de Segurança / Foto: Léo Quarto

A Comissão de Segurança ouviu, na reunião desta segunda-feira (14), o prefeito eleito do município de Vitória, deputado estadual Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos), sobre o plano de gestão para a área de segurança pública da capital.

Os prefeitos eleitos dos municípios de Vila Velha, Cariacica, Serra e Viana também tinham sido convidados para a reunião, mas não puderam participar por conflitos de agenda.

O futuro prefeito da capital, hoje membro efetivo do colegiado de Segurança da Assembleia Legislativa, afirmou que a segurança será um dos focos do seu mandato. O secretário municipal de Segurança Pública de Vitória já foi escolhido e anunciado por Pazolini. O chefe da pasta será o delegado de Polícia Ícaro Ruginski, que atualmente chefia a Superintendência de Polícia Regional Norte.

De acordo com Pazolini, uma das principais ações da gestão será a integração da Guarda Municipal com as forças de segurança estaduais. Para tanto, ele e sua equipe de transição já se reuniram com o governador Renato Casagrande (PSB) e com o comando da Polícia Militar da capital. 

Pazolini anunciou que a Guarda Municipal terá um papel de protagonista atuando como polícia municipal. “O papel da guarda é proteger os bens públicos e também a vida dos moradores de Vitória. Vamos atuar fortemente para que o cidadão perceba a presença da guarda”, explicou. Vitória conta hoje com um efetivo de 399 guardas municipais. 

O presidente da Comissão de Segurança, deputado Delegado Danilo Bahiense (sem partido), indagou quais os planos do prefeito eleito para reduzir o índice de roubos de veículos e de assaltos a coletivos em Vitória. 

Equipe de inteligência

Pazolini informou que pretende criar uma equipe de inteligência na Secretaria Municipal de Segurança que irá trabalhar no levantamento de dados e na elaboração de estratégias e ações preventivas e repressivas da Guarda Municipal. 

“O projeto é tornar mais robusta a tecnologia da informação. Com as informações, poderemos fazer uma abordagem mais qualificada. Dessa forma, o agente da guarda vai poder atuar com mais eficiência no combate a esses tipos de crimes”, concluiu Pazolini.  

Os deputados Luciano Machado (PV), Coronel Alexandre Quintino (PSL) e Dr. Emílio Mameri (PSDB) também participaram do encontro que encerrou os trabalhos da Comissão de Segurança neste ano.

First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
Comissões: Segurança
PcD: Lei isenta taxa de inscrição em concurso
Nova lei em vigor vale para a inscrição em concurso para cargos da administração direta e indireta do Estado
Autismo: luta pela inclusão é tema de reportagem
Tabus e desafios que envolvem o transtorno são abordados em reportagem que estreia nesta sexta-feira na TV Assembleia
Matéria muda nome de rota turístico-religiosa
Iniciativa denomina “Os Passos de Anchieta” percurso litorâneo de 105 quilômetros entre Vitória e Anchieta
Assembleia mantém atuação na pandemia
Segurança de servidores e parlamentares, além da aprovação de medidas emergenciais, estão entre ações prioritárias no contexto desafiador de pandemia
PcD: Lei isenta taxa de inscrição em concurso
Nova lei em vigor vale para a inscrição em concurso para cargos da administração direta e indireta do Estado
Autismo: luta pela inclusão é tema de reportagem
Tabus e desafios que envolvem o transtorno são abordados em reportagem que estreia nesta sexta-feira na TV Assembleia
Matéria muda nome de rota turístico-religiosa
Iniciativa denomina “Os Passos de Anchieta” percurso litorâneo de 105 quilômetros entre Vitória e Anchieta