Proposta cria Fundo de Modernização para o TCE

Ideia é usar os recursos para aprimorar trabalho do Tribunal de Contas do Espírito Santo

Por Gleyson Tete

Prédio do Tribunal de Contas, com escadas de acesso e carros estacionados em frente do prédio, na ru
Fundo será para melhorias nas instalações, compra de equipamentos e aperfeiçoamento profissional / Foto: Tati Beling

Instituir o Fundo de Modernização do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (FM TCE-ES) com a finalidade de complementar os recursos destinados a programas e projetos de modernização, desenvolvimento, aperfeiçoamento e especialização de recursos humanos, além da ampliação e reaparelhamento das instalações da Corte. Esse é o mote do Projeto de Lei (PL) 514/2020, do deputado Bruno Lamas (PSB).

“O fortalecimento financeiro do Tribunal de Contas é uma forma de assegurar que suas prerrogativas constitucionais fiscalizatórias, em amparo ao Poder Legislativo, serão cumpridas com zelo e eficiência, melhorando a qualidade de uso das verbas públicas”, argumenta o parlamentar na justificativa da proposição.

Destino dos recursos

Conforme o PL, o fundo poderá ser utilizado para despesas com obras ligadas ao funcionamento das atividades administrativas; aquisição de equipamentos, materiais, bens e contratação de serviços; programas que visem ao aperfeiçoamento de pessoal e para melhoria das condições de trabalho; implantação de projetos de atualização da tecnologia utilizada pelo Tribunal; realização de concursos públicos; e promoção de ações no campo da cultura da integridade pública.

A matéria deixa claro que é vedado o uso dinheiro do FM TCE-ES para despesas com encargos trabalhistas, previdenciários e tributários, bem como custos com pessoal e encargos sociais. Segundo Lamas, o prazo de duração do fundo vai ser de 50 anos, extinguindo-se em 31 de dezembro de 2070. 

Farão parte das receitas desse dispositivo a arrecadação das multas aplicadas pelo TCE-ES; recursos de inscrição em concursos públicos e em eventos promovidos pelo Tribunal; o custo de processamento de empréstimo consignado dos servidores; valores provenientes de serviços de auditoria, convênios e de uso do patrimônio da Corte; doações e patrocínios; dentre outras rendas. 

Outro ponto da iniciativa especifica que o presidente do TCE-ES será o gestor do fundo. Ele terá a competência de providenciar a inclusão dos recursos; organizar o cronograma financeiro de receita e despesa e acompanhar a execução; responsabilizar-se pela execução do cronograma físico-financeiro da atividade orçamentária; zelar pela adequada utilização das verbas; examinar e aprovar os projetos de modernização administrativa.

Além disso, o PL permite ao Tribunal a edição de normas complementares ao disposto na legislação. Os demonstrativos financeiros do fundo devem seguir as leis federais que versam sobre o assunto. As atividades do fundo deverão integrar o Relatório de Atividades do TCE-ES, que é encaminhado, trimestral e anualmente, à Ales.

Se a proposta for aprovada, a nova lei vai passa a valer a partir da publicação em diário oficial. Após 30 dias de vigência a Corte de Contas deverá, por meio de resolução normativa, dispor sobre a execução da regra.

Tramitação 

A matéria foi lida no Expediente da sessão ordinária híbrida do dia 29 de setembro e deve ser analisada pelas comissões de Justiça, Cidadania, Infraestrutura e Finanças, antes de ser votada pelo Plenário da Casa.

Deputados: Bruno Lamas
Projeto ampara compra de produto vencido
Proposta de Alexandre Xambinho obriga estabelecimentos comerciais a fornecer de graça produto igual ao que estava fora do prazo de validade
Deputado critica travamento de obras
Marcelo Santos avalia que demora no licenciamento ambiental tem atrasado entrega de obras importantes para o Espírito Santo
Em urgência: PL fixa regras para venda de facas
Texto prevê que produtos cortantes fiquem dispostos em compartimentos com tranca para aumentar segurança e evitar possíveis transtornos
Freitas cobra conclusão das obras da BR-101
Deputado citou rapidez na construção das praças de pedágios e atraso no conograma de outras intervenções
Projeto ampara compra de produto vencido
Proposta de Alexandre Xambinho obriga estabelecimentos comerciais a fornecer de graça produto igual ao que estava fora do prazo de validade
Deputado critica travamento de obras
Marcelo Santos avalia que demora no licenciamento ambiental tem atrasado entrega de obras importantes para o Espírito Santo
Em urgência: PL fixa regras para venda de facas
Texto prevê que produtos cortantes fiquem dispostos em compartimentos com tranca para aumentar segurança e evitar possíveis transtornos