Fundeb e violência contra mulher pautam discursos

Majeski ressaltou emenda constitucional que torna permanente fundo para desenvolvimento da educação básica; Janete lembrou o Dia da Igualdade Feminina

Por Wanderley Araújo | Atualizado há 6 meses

Sergio Majeski aparece em tela de celular
"O Fundeb agora é uma política de Estado, livre de ameaças de extinção", comemorou Majeski / Foto: Tati Beling

A garantia de investimentos para a educação básica no país foi destacada na sessão ordinária desta quarta-feira (26) pelo deputado Sergio Majeski (PSB). O parlamentar ressaltou a importância da aprovação pelo Senado, na noite de terça (26), da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 26/2020, que torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Sessão solene para promulgação da Emenda Constitucional 108/2020 está sendo realizada em Brasília, na manhã desta quarta. 

"Ao se tornar algo expresso em nosso texto constitucional, o Fundeb agora é uma política de Estado, livre de ameaças de extinção", comemorou. A EC 108 aumenta o alcance do Fundeb e amplia em 13 pontos percentuais os recursos destinados à área pela União. Conforme lembrou Majeski, o percentual de participação da União passará dos atuais 10% para 26% até 2026.

Majeski fez um resgate histórico do Fundeb, lembrando que a semente foi plantada no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e tinha o nome de Fundef, pois alcançava apenas o ensino fundamental.

No governo Lula, o fundo passou a ser chamado Fundeb, abrangendo todo o ensino público brasileiro, o que faz com que 63% dos recursos da educação investidos nos estados e municípios tenham origem nessa fonte orçamentária.

Confira as fotos da sessão ordinária

Reabertura das escolas

A educação também foi tema de discurso do deputado Vandinho Leite (PSDB). Ele disse que há uma incerteza entre os pais de alunos a respeito de punição caso não mandem seus filhos para a escola em eventual retorno das aulas presenciais durante a pandemia.

Vandinho repercutiu live na internet realizada para discutir o assunto com advogada da Camila Taylor, presidente da Comissão da Infância e da Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-ES).

"O secretário de Estado da Educação (Vitor de Angelo) tem dito sobre urgência do retorno das aulas presenciais. Diante da ausência de um plano claro do governo sobre isso, o que acontecerá se os pais não mandarem os filhos para a escola devido ao medo da Covid-19?", questionou Vandinho.

O deputado lembrou ainda que há professores e alunos com comorbidades, o que aumentaria ainda mais as preocupações com os riscos de contaminação.

Ele defendeu medidas adotadas pelo estado de São Paulo, que tornou facultativa a presença de crianças nas aulas presenciais, com limitação máxima de 35% de ocupação do espaço das salas.

Segundo Vandinho, na live houve a percepção de que não há “legislação clara” no Espírito Santo se haverá punição contra pais que deixarem de mandar os filhos para a escola.

"É preciso que isso seja mais bem debatido, pois pesquisa de opinião divulgada na mídia nacional aponta que 75% dos brasileiros não querem no momento o retorno das aulas presenciais", pontuou.

Violência contra mulher 

A deputada Janete de Sá (PMN) lembrou que, nesta quarta, comemora-se o Dia Internacional da Igualdade Feminina. Ela destacou que dados da área de segurança pública continuam sendo alarmantes em relação à violência contra as pessoas do sexo feminino.

Conforme citou, na comparação entre 2017 e 2020, houve aumento de homicídios contra mulheres, a maioria companheiras de homens ligados ao tráfico de drogas e que acabaram sendo também vítimas nos confrontos entre esses traficantes e forças opositoras.

A deputada falou também sobre dados estatísticos de fontes policiais segundo os quais em 2017 houve 15 feminicídios no Espírito Santo e 83 homicídios dolosos contra as mulheres; em 2018, foram registrados 23 feminicídios e 62 homicídios dolosos; em 2019, 21 feminicídios e 53 homicídios dolosos; e em 2020 (de janeiro a agosto), 27 feminicídios e 61 homicídios dolosos.

De acordo com a parlamentar, a Grande Vitória e a Região Norte são consideradas como as mais violentas contra as mulheres no Espírito Santo. Os índices estatísticos estão caindo no noroeste capixaba e na Região Serrana.

Moradores de rua 

O deputado Delegado Danilo Bahiense (PSL) cobrou da Prefeitura de Vila Velha e do governo estadual a construção de novos abrigos para moradores de rua e a ampliação das vagas dos que já estão em funcionamento.

Ele citou que a pandemia da novo coronavírus aumentou ainda mais o contingente populacional em situação de rua, pois muitas pessoas estão ficando sem teto para morar devido à crise econômica agravada pela pandemia. 

"Temos visto pessoas dormindo ao relento nas calçadas frias, sem sequer um cobertor para se cobrir. Muitos voluntários têm procurado ajudar com a doação de roupas e alimentos, mas sem uma presença forte do poder público para diminuir esse problema, a situação fica sem controle", afirmou o deputado.
 

First slide
First slide
First slide
First slide
First slide
Projeto ampara compra de produto vencido
Proposta de Alexandre Xambinho obriga estabelecimentos comerciais a fornecer de graça produto igual ao que estava fora do prazo de validade
Deputado critica travamento de obras
Marcelo Santos avalia que demora no licenciamento ambiental tem atrasado entrega de obras importantes para o Espírito Santo
Em urgência: PL fixa regras para venda de facas
Texto prevê que produtos cortantes fiquem dispostos em compartimentos com tranca para aumentar segurança e evitar possíveis transtornos
Freitas cobra conclusão das obras da BR-101
Deputado citou rapidez na construção das praças de pedágios e atraso no conograma de outras intervenções
Projeto ampara compra de produto vencido
Proposta de Alexandre Xambinho obriga estabelecimentos comerciais a fornecer de graça produto igual ao que estava fora do prazo de validade
Deputado critica travamento de obras
Marcelo Santos avalia que demora no licenciamento ambiental tem atrasado entrega de obras importantes para o Espírito Santo
Em urgência: PL fixa regras para venda de facas
Texto prevê que produtos cortantes fiquem dispostos em compartimentos com tranca para aumentar segurança e evitar possíveis transtornos