Indicação defende inclusão de alunos com epilepsia

Proposta é que secretarias da Educação e Saúde implantem política para acompanhar esses estudantes na rede estadual de ensino capixaba

Por Redação Web Ales

Alunos em atividade escolar
Indicação foi aprovada na Assembleia em enviada ao Executivo / Foto: Divulgação/Sedu

Com o objetivo de capacitar educadores e garantir maior inclusão de jovens e crianças, a deputada Luzia Toledo (MDB) enviou a Indicação 747/2018 ao Executivo solicitando que as secretarias de Estado da Educação (Sedu) e Saúde (Sesa) desenvolvam uma política de acompanhamento de estudantes com epilepsia na rede estadual de ensino.

 

De acordo com a proposição, a doença neurológica compromete cerca de 2% da população brasileira e ainda é tratada com estigma pela sociedade, principalmente nas escolas, acarretando problemas sociais, educacionais e psicológicos aos alunos que apresentam o distúrbio.

 

A parlamentar defende adoção de iniciativa que vise à proteção, à inclusão e ao acompanhamento educacional desses estudantes para garantir maior acessibilidade em todos os espaços sociais.

 

“Ao introduzirmos um programa de capacitação para educadores objetivo e eficiente, estaremos promovendo condições para que esses profissionais possam atuar com segurança frente ao contexto pessoal e social da criança com epilepsia”, afirma a justificativa que acompanha a proposta. Segundo o texto, a iniciativa vai permitir que o educador seja “um multiplicador dos conceitos e esclarecimentos que envolvam essa doença, refletindo na diminuição do estigma e preconceito presentes na sociedade”.

Deputados: Luzia Toledo
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros
Condutor de viatura pode ficar isento de pagar CNH
Proposta beneficia servidores das polícias Civil, Militar, Penal, Bombeiro Militar e do Iases responsáveis pela condução de veículos dos órgãos
Proposta homenageia escritor capixaba
Iniciativa declara Amâncio Pinto Pereira patrono da Educação no Espírito Santo e busca dar visibilidade à produção literária do capixaba
Bancos de leite amparam mulheres na amamentação
Além de prover bebês internados com o leite doado, essas instituições também orientam mães no aleitamento  
Matéria veda homenagem a escravocratas
Prédios públicos também não poderão ter o nome de defensores da ditadura militar, nazistas, condenados por racismo, entre outros